(48) 9911 - 72097
   Entre em contato
   Chat offline
   Faça login
Empresas aderem ao Selo Turismo Responsável para segurança dos visitantes
Ministro Marcelo Álvaro Antônio visita estabelecimento que adota os protocolos sugeridos pelo MTur e pela Anvisa
Publicado em
5 de Novembro de 2020
4

ara incentivar a adesão ainda maior ao selo Turismo Responsável - Limpo e Seguro no arquipélago de Fernando de Noronha (PE), o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, visitou nesta segunda-feira (02.11) um estabelecimento local que adotou as regras de biossegurança para a retomada das atividades. Ao todo, 96 estabelecimentos turísticos já baixaram o selo na Ilha. No Brasil, mais de 23,3 mil já foram emitidos.

 

Lançado em junho 2020, a iniciativa busca auxiliar a retomada no setor, estabelecendo requisitos de biossegurança. O Ministério do Turismo publicou protocolos sanitários recomendados a 15 segmentos que integram o Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), além de um conjunto de orientações a visitantes.

 

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, destacou a importância do selo para fomentar o retorno consciente das atividades turísticas. “O selo foi criado para que o comércio, principalmente do turismo, possa estabelecer todos os protocolos de biossegurança. O selo é exatamente para isso: certificar que as normas estão sendo seguidas”, declarou.

 

Álvaro Antônio fez questão de registrar que o setor do turismo foi um dos mais afetados pela pandemia de coronavírus. “O turismo não é o vilão da história. E quando a gente consegue fazer essa conscientização, conseguimos dar segurança para que o cliente possa viajar tranquilo. Queria parabenizar pela implantação do selo”, registrou o ministro.

 

O sócio-proprietário da Primeiríssima Receptivo, Luis Henrique Ximenes, comentou que a colocação do selo na porta de sua loja gerou mais movimento de turistas. “Isso tem refletido até nas vendas e tem trazido uma positividade muito grande”, destacou. “O selo tem passado uma segurança muito grande de que a empresa está cumprindo todos os protocolos. E isso faz com que sejamos convidativos para que eles possam entrar”, explicou.

 

SELO - Para solicitar o selo, o interessado deve acessar o site da iniciativa, ler as orientações previstas no protocolo destinado ao segmento em que atua e estar com situação regular no Cadastur. Em caso positivo, ele adere à autodeclaração que atende aos pré-requisitos determinados e é encaminhado para uma área do site onde pode realizar o download do selo para impressão.

 

O selo, que é totalmente gratuito, deverá ser colado em local de fácil acesso ao cliente e conterá um QR Code pelo qual o turista poderá consultar as medidas adotadas por aquele empreendimento e/ou profissional. Além disso, possibilitará a realização de denúncias em caso de descumprimento, o que poderá resultar em revogação do selo.

 

Estão disponíveis protocolos para: Meios de Hospedagem; Agências de Turismo; Transportadoras Turísticas; Organizadoras de Eventos; Parques Temáticos; Acampamentos Turísticos; Restaurantes, Cafeterias, Bares e similares; Parques Temáticos Aquáticos; Locadoras de veículos para turistas e Guias de Turismo, entre outros.

Por Rafael Brais/Mtur

Crédito: foto Gustavo Messina/MTur

Sobre nós
 
O JIT (Jornal Internacional de Turismo) é um veículo de comunicação (impresso e online) voltado para os profissionais do turismo e público final. Com mais de 16 anos no mercado, o JIT está presente nas principais feiras de turismo e eventos do Brasil e exterior. Além disso, está presente na divulgação dos principais destinos turístico do Brasil e exterior. 
Faça contato
 
  [email protected]                     [email protected]
  (48) 99117-2097
  (48) 4042 - 2318
  Florianópolis (SC)
Encontre-nos
 
Home   •   Topo   •   Sitemap
© Todos os direitos reservados.